Agora até adoçante artificial engorda?!? Socorro!!!

 

Foto: Amanda Brum

Agora está crescendo de novo a onda dos que são contra o uso de adoçantes artificiais.

Uma série de publicações científicas dão conta de que o consumo de adoçante ao invés de ajudar a emagrecer, na verdade engorda quem o utiliza no dia a dia.

Ah, valha-me Deus!

Ninguém merece essa agora!

Como o blog é, por definição, um espaço opinativo, vou dar a minha visão dessa parada toda:

Não acredito e acho bobagem.

Sou sincera em dizer que não localizei essas pesquisas na íntegra para ver como elas foram feitas, o nível de profundidade, etc, etc, etc, e poder criticá-las com mais propriedade.

Também serei honesta ao dizer que acredito que é possível criar pesquisa para provar tudo o que quisermos. Basta saber coletar e interpretar os dados da forma mais conveniente.

Mas para mim é óbvio que quem luta contra o peso e consome adoçante vive – ou pelo menos já viveu por muito tempo – os impactos do efeito sanfona.Ou seja, vira e mexe a pessoa engorda um pouco,  emagrece, engorda outro tanto, usa adoçante para tentar controlar o vai-e-vem de peso, engordar menos, e assim por diante.

E agora por acaso a culpa da pessoa engordar é do adoçante?

Ah, não posso crer.

Eu uso adoçante desde os 15 anos – ou seja, há mais de 20 anos – e de fato engordei bastante de lá para cá.

Mas ganhei peso porque não me cuidei e não porque eu usava adoçante.

Tenho certeza que se não fossem as minhas gotinhas aqui ou ali eu teria engordado infinitamente mais.

Com raríssimas exceções patológicas (doenças), a gente engorda porque a gente come. Porque nossa boca é nervosa. Porque a gente vai engolindo tudo o que vê pela frente.

A culpa não é do adoçante.

A culpa não é do metabolismo lento.

A culpa não é da falta de tempo para fazer exercícios.

Ainda assim, há informações de que uma pesquisa do San Antonio Heart Study teria concluído que as pessoas que consumiam adoçante ao término de 7 anos ganhavam quase o dobro do peso dos que aquelas que não consumiam.

Oi?!? Vamos lá: eu consumo há séculos adoçante e sou gorda (posso estar magra, mas minha cabeça é de gorda e não se fala mais nisso). Meu namorido é magro e NUNCA consome adoçante.É óbvio que em 7 anos eu engordei o dobro do que ele. Captaram o que eu quero dizer quando é possível se provar o que quisermos com pesquisas, dependendo do jeito que a gente olha os dados e os interpreta?

Mas vamos ao que dizem os especialistas.

Paulo Gentil, doutor em Ciências da Saúde e graduado em Educação Física, publicou um post sobre o assunto em seu Instagram.

Ele cita outros três estudos internacionais, do American Cancer Society, do Nurses’Health Study e Growing Up today Study em que se verificou que as pessoas que usam adoçante ganham mais peso do que as demais. Além disso, esses levantamentos não verificaram vantagem na perda de peso de quem usa adoçante para quem usa o açúcar.

Segundo Gentil, existem várias explicações para o fenômeno, mas a que ele prefere citar é a de Qing Yang, da Universidade de Yale.

“De acordo com esse pesquisador, a ingestão de alimentos adoçados artificialmente gera uma inconsistência entre o sabor e o conteúdo calórico, causando uma superalimentação compensatória. O corpo espera uma coisa, ganha outra, aí se revolta e vai atrás do prejuízo”, explicou o doutor.

A nutricionista Elaine Cristina, em entrevista ao programa Tudo a Ver, disse há algum tempo que não está claro na literatura que haja uma correlação entre o consumo de alimentos menos calóricos, como um iogurte desnatado com adoçante, e o despertar de um desejo do corpo de consumir mais alimentos, uma vez que a quantidade calórica ingerida não foi aquela que o corpo estava esperando (esperava por um iogurte normal, que tem muito mais calorias).

“A gente não sabe ao certo ainda se há uma substância no nosso organismo gera um aumento de fome, um aumento de apetite, aumento na procura por mais alimento quando ingerimos algo com adoçante ao invés da versão normal do alimento”, explicou Elaine. “Mas na prática, no consultório, a gente vê que isso acontece”.

De qualquer forma, sou obrigada a concordar quando o Dr. Paulo Gentil diz que nós temos o terrível hábito de adoçar demais os alimentos e acabamos deixando de sentir o sabor real das coisas.

“Minha recomendação é que se abandone aos poucos os adoçantes bem como o açúcar e se comece a sentir o real sabor dos alimentos. Sua saúde e paladar agradecerão”, escreveu o especialista.

É isso que eu farei, viu? Vou tentar aos poucos diminuir o uso de adoçante, já que açúcar não consumo há séculos.

 

 

 

Siga meu Instagram @amandabrum13

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha

One Response to Agora até adoçante artificial engorda?!? Socorro!!!

  1. A maioria das pessoas, fora os diabéticos, tomam adoçante porque são gordas então… por óbvio, engordam mais do que as que não tomam! Comem um belo pedação de torta e uma coca zero, uma picanha gorda e coca zero ….. E o culpado é o adoçante! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *