Inspiração: catarinense emagrece 55kg em 6 meses e fica magro pela 1ª vez na vida

Muitas pessoas já comentaram que eu só relato casos de sucesso femininos.

É verdade.

Em 16 meses de blog, nunca contei a história de sucesso de nenhum homem.

E para inaugurar a galeria masculina de vencedores, eu queria uma história muito, mas muito inspiradora.

Foi aí que o Ricardo Mattevi apareceu na minha vida.

Pela página do blog no Facebook (www.facebook.com/emagrecebolotinha) ele entrou em contato comigo e me deixou a seguinte mensagem:

 

Foto: Reprodução Facebook

 

E agora  vamos saber os segredos de sucesso desse vencedor, que chegou a pesar 171 kg e agora comemora ter chegado à sua meta, que era eliminar 55kg de forma saudável.

Leia a entrevista!

Foto: Arquivo Pessoal

 

O que te levou a fazer a dieta que te fez eliminar quase 55 kg em 6 meses?

Ricardo Mattevi  – Primeiramente a questão da saúde, pois tenho na família histórico de diabetes, pressão alta, (meu pai, meus avós ), e depois a questão da realização pessoal, estava cansado de ser gordo, sofrer para subir uma escada, e acabar descontando sempre na comida. Infelizmente a pessoa obesa sofre preconceito na sociedade, e eu não queria mais isto pra mim.

 

Você já travava uma luta contra a balança há algum tempo?

Ricardo Mattevi  – Esta foi a primeira dieta que eu fiz sabendo de A a Z sobre a dieta e suas fases (saiba mais sobre a dieta que ele seguiu neste link aqui). Eu comecei a ler e estudar sobre ela um mês antes de começar, me preparei para a dieta. Estava determinado, pois vi que muitas pessoas tiveram resultado da forma que toda pessoa obesa sonha: emagrecer  comendo, sem passar fome. As outras tentativas sempre foram meio por conta própria, fechando a boca, passando fome, mas o peso acabava estagnando e eu, sem saber o que fazer, acabava abandonando e engordando novamente tudo o que tinha eliminado. A vez que tive melhor resultado foi em 2011 que fiz uma dieta basicamente de proteína. Eu compararia ela com a fase ataque da Dieta Dukan, só que muito mais longa. Cheguei aos 145 kg, mas aí o peso travou e abandonei o barco mais uma vez.

 

Você chegou a pensar em tratamentos mais radicais?

Ricardo Mattevi  – Sim, nesta dieta anterior à Dukan, que fiz em 2011, cheguei a tomar aquele termogênico OXYELITE, que recentemente foi proibido pela Anvisa. Mas aí começaram alguns problemas, tremedeira, queda de cabelo, e com a notícia da proibição pela Anvisa, eu parei de tomar. Quanto à cirurgia, eu estava pensando seriamente em fazer uma bariátrica, eu não tinha esperança de emagrecer tanto assim, mas graças a Deus, descobri a Dukan em tempo!!!

 

Você consegue identificar quais fatores te levaram a esse ganho de peso?

Ricardo Mattevi  – O tipo de alimentação, eu comia muita fritura, muito fast food, e também a vida sedentária. Com a dieta eliminei de vez da minha vida esse tipo de comida. Fritura em óleo? Nunca mais!!! Recentemente fui passear no shopping e, ao caminhar pela praça de alimentação, passei mal, me deu enjoo, tive que sair daquele lugar às pressas, só o cheiro do óleo me fez muito mal. E em relação à vida sedentária, fui pegando gosto pela academia e não pretendo mais largar este vício que adquiri.

 

O que você pretende fazer de agora em diante para que esses fatores não voltem mais a te atrapalhar?

Ricardo Mattevi  –Pretendo fazer da Dukan um estilo de vida pra mim, tenho pela frente 540 dias para consolidar este peso, e depois eu sei que terei que me cuidar pelo resto da vida, pois minha genética favorece o ganho de peso, sou neto de italianos, Avós, pai e mãe, irmão e irmã gordinhos, é complicado… Pretendo cuidar da alimentação e fazer atividade física pelo resto da minha vida.

 

O que te levou a escolher a Dieta Dukan?

Ricardo Mattevi  – O slogan que todo gordinho sonha, COMER E EMAGRECER!!!  sem passar fome, sem passar vontade, claro que a dieta priva de alguns alimentos, como as frutas, por exemplo, durante aas fases 1 e 2. Mas poder emagrecer podendo comer à vontade foi o que me convenceu. Principalmente eu que sou fã de carne, churrasco principalmente.

 

Onde você costuma fazer suas refeições? Como foi adaptar essa rotina às necessidades da dieta?

Ricardo Mattevi  – Faço em casa, pois moro com meus pais, e sempre tive o apoio deles. Sem o apoio da minha família eu jamais teria conseguido. A adaptação no início foi meio complicada, pois eles faziam as comidas deles e a minha separado. Até hoje é assim… Mas aos poucos tudo foi se ajeitando, eu comecei a pegar gosto pela cozinha e a preparar minhas receitinhas sempre que podia. E no meu trabalho tenho acesso à geladeira e fogão a hora que eu quiser, aí ficou tudo mais fácil.

 

Foto: Arquivo Pessoal

Na sua opinião, quais são as principais vantagens e desvantagens da dieta Dukan?

Ricardo Mattevi  – Acho que as principais vantagens é poder comer determinados tipos de alimentos à vontade, mesmo que um grupo restrito de alimentos. O fato de ser à vontade ajuda muito nos momentos de desespero. Outra vantagem são as milhares de receitas possíveis usando as combinações de farelos, PIS (proteína isolada de soja), etc. Sempre que eu falo que faço Dukan as pessoas acham que só posso comer carne e salada e não é só isso. Que outra dieta a pessoa pode comer pizza, panqueca, lasanha (berinjela ou PIS) , macarrão (de berinjela, PIS ou até o shirataki) ???? Desvantagem, pra mim, é o fato de não poder comer frutas na fase 1 e 2 da dieta.

 

 Se você pudesse elencar as 3 principais razões que te ajudaram a chegar ao seu objetivo, quais seriam?

Ricardo Mattevi  –  1 – O fato de ver os números da balança caírem drasticamente na fase de ataque. Foram 8 kg em 10 dias. Isso me motivou e muito a continuar.

2 – A diversidade de receitas encontradas na internet e nos livros: doces, salgadas, massas, shakes foram essenciais.

3 – O apoio da dos amigos e principalmente da família, sem esses eu jamais teria conseguido.

 

Se você pudesse elencar 3 novos hábitos adquiridos com a dieta e que você pretende levar para o resto da vida, quais seriam?

Ricardo Mattevi  –  1 – Corrida, estou viciado em correr e caminhar na praia.

2 – Alimentação saudável, aprendi a dar valor aos legumes, e agora na terceira fase, às frutas.

3 – Cozinhar, nunca fui muito de cozinhar, mas a dieta fez com que eu pegasse gosto, e hoje curto muito isso.

 

Você tem ideia de quanto tempo você levou para engordar tudo o que engordou?

Ricardo Mattevi  –Acredito que durante a vida toda, em meus 30 anos sempre fui gordinho, sempre acima do peso, desde os 3 ou 4 anos, sempre fui a criança gordinha, a referência na sala de aula…  Sempre o mais alto, e o mais gordo. Estar no peso ideal é uma sensação nova pra mim.

 

Qual era a sua expectativa de tempo para perder os quilos que desejava? Como você lidou com essa expectativa ao longo da dieta?

Ricardo Mattevi  –No início, o site oficial da dieta me recomendou 390 dias para alcançar o peso, mas pelos resultados que eu via nas pesquisas que eu fiz, imaginava que eu conseguiria em menos tempo, meu sonho era chegar ao peso ideal antes de 1 ano. Mas conforme fui fazendo a dieta, os resultados foram muito bons, metabolismo masculino nesse ponto é nota mil! Se eu tivesse me dedicado 100% fiel a dieta, teria chegado antes dos 6 meses. Mas tive algumas recaídas, jacadas, como a gente diz, mas isto serviu para que eu aprendesse mais sobre o meu corpo, meus limites, e no fim das contas não me arrependo dessas jacadas.

 

Você passou por períodos de estagnação/platô?

Ricardo Mattevi  –Estagnação não tive, o mês que eu perdi menos peso foi março, foram só 2,5 kg. Mas isso devido às jacadas que foram constantes. Tanto é que dia 1º de abril faltavam 7,5 kg e eu prometi pra mim mesmo que de abril não passaria…  Cortei os tolerados, diminui o sal, diminui os laticínios e aumentei a atividade física. Resultado: eliminei os últimos 7,5 kg em apenas 21 dias.

 

Você pensou em desistir no meio da dieta?

Ricardo Mattevi  –Desistir da dieta em nenhum momento cheguei a pensar, teve momentos em Janeiro que os dias de PP estavam desgastantes, enjoativos. Mas aí recorri às receitinhas maravilhosas do Instagram e de sites sobre o assunto, e serei eternamente grato a estas pessoas que dedicam seu tempo em compartilhar as receitas conosco.

 

Como foi seu programa de atividade física?

Ricardo Mattevi  – Sim, no inicio, em outubro,  comecei com os 20 minutos de caminhada, conforme recomendado no livro do Dr. Dukan, e abandonei o elevador da minha vida. Todo dia 5 andares de escada, quatro vezes ao dia. Em dezembro eu já estava fazendo 40-45 minutos de caminhada diária, foi aí que decidi começar a correr, aos poucos, pois tinha muito medo de me lesionar, medo de sobrecarregar joelhos e articulações. Comecei caminhando e alternando piques de 30 segundos de corrida, conforme o tempo foi passando, comecei aumentar a velocidade e diminuir o tempo. Hoje tenho orgulho de dizer que corro em dois períodos, 5 km pela manhã e mais 5 km a noite, em média 30-32 minutos cada treino. Agora na terceira fase da Dieta Dukan pretendo começar musculação e mais pra frente talvez boxe ou muay thai.

 

Na sua opinião, qual foi a contribuição/o peso que a atividade física teve no resultado que você obteve?

Ricardo Mattevi  –A atividade física foi fundamental,  eu diria que 50% do meu resultado foi devido a atividade física.

 

Teve alguma receita, prato ou alimento que foi fundamental para você atingir o seu objetivo?

Ricardo Mattevi  – São varias receitinhas que vem na cabeça agora.. O pão super fibras da @neiacal foi a receita de pão que mais me adaptei, e que pretendo levar pro resto da vida. O famoso bolo fromage da @jucaiado, omelete de claras, empadão de frango, cachorro quente de forno. e por aí vai…

 

O que você diria para quem está querendo emagrecer, mas não  consegue dar o primeiro passo?

Ricardo Mattevi  – Que estude sobre a dieta que pretende fazer, se prepare física e mentalmente, pesquise os resultados da dieta, e que entenda que não engordou do dia pra noite, que não existem milagres, que não é fácil, que tenha fé que vai alcançar os seus objetivos se tiver os 4 F’s: FORÇA, FOCO, FÉ  e farelo (de aveia), rsrsrs.

 

O que você diria para quem está tentando emagrecer, mas está estagnado no peso?

Ricardo Mattevi  –Que não desistam, pois uma hora a balança vai sorrir e vai colaborar. É difícil, o caminho é longo, mas os resultados compensam, é maravilhoso estar de bem consigo mesmo.

 

Foto: Arquivo Pessoal

 

Siga meu Instagram @amandabrum13

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha

Conheça estratégia matadora para não jacar na dieta

Você está com medo de jacar na dieta neste domingão?

Segura a onda no almoço e à tarde corre para um shopping.

Mas tem que ser um que tenha aquelas lojas “self-service” de roupa, em que as vendedoras não ficam te caçando que nem pulga em lomba de cachorro.

Pra quê?

Te explico, colega.

Pegue lá as calças sem strech do tamanho que você quer vestir e corre para o vestiário.

Se você estiver acima do peso,vai ficar com aquela depressão e verá que ainda falta um bocado para chegar na meta.

Então não dá para se dar ao luxo de relaxar.

Se você já emagreceu bastante e já cabe na calça dos seus sonhos, essa visão vai te ajudar a manter o foco e não jogar por terra tudo o que você já conseguiu conquistar.

Ontem eu bem que fiz isso.

Estava à toa à tarde e fui para o shopping. Minha cabeça estava voltada para o brigadeiro, o pão de queijo, o sunday do MCDonald’s, o milk shake de ovomaltine do Bob’s, a massa gratinada do  Spoletto, e assim por diante.

Mas aí me joguei para dentro da Luigi Bertolli, da C&A e da Renner e experimentei tudo o que tinha de bonito no tamanho 38.

A cada calça e shorts que entrava sem esforço, minha alegria e satisfação crescia.

E não é que fiquei tão feliz, mas tão feliz que nem me lembrei mais das guloseimas?

Queria mais era continuar com aquela sensação incrível de ser capaz de conquistar meus objetivos.

antesedepois

Siga meu Instagram: @amandabrum13 Curta minha fan page: www.facebook.com/emagrecebolotinha