Quer emagrecer? Não coma nem demais, nem de menos

exagero

Se tem uma coisa que eu aprendi é que para emagrecer e manter o ponteiro da balança sob controle não se pode comer nem demais, nem de menos. Ainda que o “demais” e “de menos” seja de alimentos 100% permitidos na sua dieta.

Sabe por quê?

Porque quem tem a cabeça gordinha que nem eu leva o “pode comer à vontade” ao pé da letra, o que gera exageros e dificuldades para baixar o peso.

 

E quem tem a alma magra e por alguma razão resolve fazer dieta tem a incrível facilidade de ficar sem comer nada por horas e horas, o que também é péssimo, porque lasca de vez com o metabolismo.

 

Ou seja, nenhum dos dois casos é bom para a saúde e boa forma.

 

Eu fiz a Dieta Dukan e nela o consumo dos alimentos autorizados é livre de controle de quantidades. Pois bem, eu cheguei a engordar nos primeiros dias porque comi muito mais do que meu corpo precisava, seduzida pela promessa de “emagreça sem se preocupar com as quantidades.” Eu só consegui emagrecer os 16kg que eliminei com essa dieta a hora que eu passei a ficar de olho nas quantidades.

 

Uma amiga querida é o meu oposto. Cabeça magra, come quase nada e acabou emagrecendo 9kg em 1 mês. Para você ter uma ideia, a meta dela são 12kg a menos. Ou seja, ela praticamente chegou aonde queria em apenas um mês. Mas a que preço?

 

Se você vir o cardápio dela, dá vontade de chorar…. Um café com leite de manhã com um tiquinho de farelo de aveia, um café com leite de lanche da manhã, 1 pedacinho de frango no almoço, outro pedacinho no jantar e uma gelatina diet com iogurte natural desnatado antes de dormir. Bom, pelos meus cálculos ela não está consumindo nem 500kcal por dia. A média recomendada pela Organização Mundial da Saúde são 2.000 a 2.500kcal por dia para manutenção de peso.

 

O que isso significa? Que ela está ferindo a saúde dela. Óbvio que ela está emagrecendo. Mas como manter as conquistas mais tarde? Ninguém vive desse jeito por muito tempo. E a hora que ela voltar a comer, voltará a engordar. Não tem saída.

 

Então, para mim, o segredo é o equilíbrio. Não se deve comer nem demais, nem de menos. Apenas o que o corpo precisa para ser nutrido. A ordem é alimentar o corpo, e não as angústias, ansiedades, incertezas e insatisfações.

 

Siga meu Instagram @amandabrum13

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha

Olho gordo, cabeça gorda, estômago magro. Eba!!!!

Gente, esta semana descobri que ainda tenho olho gordo, cabeça gorda, mas que pelo menos meu estômago já é de magro.

Eba!!!

É que por duas vezes nesta semana tive almoços com amigos em restaurantes bacanudos em que meu olho e minha cabeça pediram muito mais comida do que o meu estômago estava preparado para suportar.

Comecei a comer e não aguentei ir até o final.

Ou seja, comi muito menos do que meu olho e minha cabeça queriam.

Isso me deixou tão feliz, sabia?

Sensacional!!!

Mas mesmo comendo bem menos, ainda ingeri mais alimentos do que eu precisava e passei a tarde toda me sentindo empanturrada.

Sabe no que isso me fez pensar?

Na necessidade de eu ter que trabalhar ainda mais forte para mudar esse olhar e essa cabeça de gordinha gulosa que eu tenho.

Porque ninguém merece se sentir pesado(a), lerdo(a) e quase paralisado(a) por ter comido mais do que a conta.

O jeito, hoje, foi pedir pra embrulhar mais da metade do prato que sobrou e levar para viagem.

Da próxima vez, já sei que dá para pedir só um prato e dividir com o noivorido ou com um amigo que tenha espírito magro.

🙂

Esse foi meu prato principal no almoço. Não aguentei comer quase nada! A foto de cima é como o prato chegou. A foto de baixo é o quanto sobrou. Tive que embrulhar e levar pra casa. Fotos: Amanda Brum

 

A entrada do almoço foi um desse pãozinho de alho com queijo da foto de cima (vieram 3 porque era um para cada pessoa que estava na mesa). A salada de entrada, incluída no prato, também era grandona e eu comi só metade, achando que ia sobrar espaço suficiente para eu degustar a delícia que eu havia escolhido. Fotos: Amanda Brum

 

E óbvio que a sobremesa foi praticamente ignorada. Peguei uma colherada pequena e não consegui comer mais nada. O cafezinho foi para dar uma ‘empurrada’. Afe… Foto: Amanda Brum

Siga meu Instagram @amandabrum13

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha 

Um dia de abuso e engordei 1,5kg. Que ódio!

Gente, vou contar, fiquei bem chateada.

Eu abusei um dia, no meu aniversário, e a balança gritou: 1,5kg a mais da noite para o dia.

Tendência para engordar é uma m&*$%# mesmo.

C@#$%*&!

Que ódio!

Eu sabia que o peso alcançado com o spa não seria facilmente mantido e que eu teria um período de readaptação à dieta que sigo.

Mas não imaginava que em um dia de jaca a diferença ia ser tão grande.

Tive vontade de chorar.

E hoje ainda tenho a festa de aniversário com a família e os amigos mais próximos.

Estou lascada!

Vai ser churrasco, então menos mal para a Dukan.

Mas quer saber?

Eu não vou deixar de tomar umas caipirinhas e umas cervejas com as pessoas que mais amo na vida. Depois corro atrás do prejuízo apertando o cinto da dieta.

Pra reparar um pouco o estrago, ontem eu andei 2h em ritmo bem acelerado na praia e comi bem pouco.

Fiquei em torno de 800kcal.

E bebi muita, mas muita água.

Agora amanhã já recomeço a fase de cruzeiro na alternância 5 PP e 5 PL.

Vou pensar direitinho nas outras medidas que tomarei para acelerar o meu metabolismo e a recuperação do estrago e assim que eu definir tudinho conto pra vocês.  

Siga meu Instagram @amandabrum13

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha

Você é um ser humano ou um saco de lixo?

Colega, você é do tipo que come o prato até o fim, mesmo que a comida esteja ruim?

Você é daqueles que não deixa um grãozinho de arroz no prato, só para não desperdiçar?

Você come, come, come mesmo sem sentir prazer no alimento só para não deixar estragar?

Você sai da mesa empanturrado e quase passando mal de tanto que comeu, sem nem ter sentido direito o sabor dos alimentos?

Se sim, então, deixa eu te dizer:

Você está errado.

Foto: Reprodução Rede Record/Balanço Geral

Temos que comer até nos satisfazer.

Simples assim.

Stritu sensu, a comida serve apenas e tão somente para nos fornecer energia para sobreviver.

Com o passar dos milhares e milhares dos anos, nossos antepassados começaram a ver na comida também uma forma de extrair prazer.

E foi aí que a coisa começou a lascar.

Mas, pior do que comer apenas por prazer, é comer sem prazer.

Aí é realmente uó, hein!

Se você estiver sem fome, não coma.

Se a comida estiver ruim, deixe de lado.

Afinal, você é um ser humano ou um saco de lixo?

Porque o que é ruim e não presta a gente joga no lixo e não pra dentro da gente.

 

Curta meu Facebook www.facebook.com/emagrecebolotinha

Siga meu Instagram @amandabrum13